Sobejo

Tendo seu epicentro e limiar
estranhamente no mesmo lugar,
a consciência
representa o ápice,
misteriosa sinapse
da existência.

Tantas cores quanto aromas
de amores,
e sabores de entendimentos,
de sentimentos
com sentidos nobres,
ou pobres ao reinar.

Trabalhamos para comer,
comemos para viver,
e podemos viver
para festejar
a liberdade,
para amar
e soltar
o ser.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s