Que quando formos nos abrir, recebamos compreensão e não comparação. Que quando formos nos abrir com alguém, se este não puder nos sentir, que saiba pelo menos nos ouvir. Que não hajam nem críticas, nem parcialidade. Que não haja condenação, mas lealdade. Que quando formos nos abrir, também possamos ver o outro, e que este esteja se vendo para poder nos ver. Que quando formos nos abrir com alguém, o Ágape esteja presente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s