Insólito

Peguei a contra mão:
disse não ao mundo
que me negou o chão.

Conheci suas entranhas,
questionei algumas façanhas
do seu poder de destruir,
enganar e diluir a alma humana.

Anúncios

Proibição

É proibido ser, sem ser rotulado.
É proibido amar, sem ser odiado.
É proibido entender e ser entendido.
É proibido proibir quem proíbe.

É proibido se importar e agir,
sem que se incomodem, ou tentem impedir.
É mesmo proibido ter certezas,
sem que os brutos agridam com sutilezas.

É proibida a grandeza de se dar,
de tentar fazer algo maior que esta vida.
É proibido crer em si e abnegar
as conquistas, pra ganhar após a partida,
quem sabe algo mais do que pedras mortas.

É proibido ter sentido,
não correr perigos.

Se alguém soube algo a mais,
se desejou compartilhar,
saiba que é proibido pensar,
e quem proíbe,
obedece, e muito pouco pode
ofertar
gratuitamente.

Estou transbordando o calor
e o perdão que recebi antes,
quem pois, me pode censurar?

Faça seu barulho despeitado,
não proíbo, mas só peço que
o faça quase sem atrapalhar.

Esquecido

Será que deixo de ser
se meu coração
parar de bater?
Será que posso
parar de viver?

Não acredito na morte,
não questiono a sorte
quando dá as caras.

Não tenho patrão
e nem empregados.
Não quero padrão
e nem dois lados.

A razão em linha reta,
a poesia tão concreta,
que para o alto cerca
o ninho,
e para frente completa
caminhos,
sim.

Originalmente escrito em 24/09/2013.

Rocky

Um homem
não precisa vencer
a sua cidade,
ou sua idade.
Um homem
não precisa vencer
os outros,
os poucos
opositores
ou detratotes seus.
Um homem
não precisa
provar,
ganhar
ou esquecer nada.

Um homem
precisa apenas
vencer o mal
sem lutar,
perder medos
sem tirar
amores, pois
dores ensinam
como superar
os tempos.

Se o passado
ainda sangra,
levanta
e segue:
cria agora
outro
passado
para lembrar.