Sufocar 1.6

Precisamos de ídolos?
Precisamos de heróis
para morrer por tudo
em que acreditamos,
para sonhar por tudo
que estamos morrendo.

Precisamos de mais
tecnologia e ciência?
Precisamos de mais
humanidade e direito,
para passar por tudo
com igualdade,
para sonhar por tudo
com liberdade.

Precisamos de tanto
entretenimento
e de tanto trabalho?
E conhecimento
apenas pra garantir
que poucos
fiquem muito ricos?

Precisamos dos tais
líderes,
que nos oprimem com
tantos impostos
que jamais criamos?

Precisamos chorar
com as perdas dos
entes e dignidade?

Precisamos gritar
para sermos donos
da gente?

Estamos acuados,
estamos feridos
por cumprir com
nossa parte;
sob risco de fogo,
risco de fome,
pois permitimos
que tomassem um
poder que
nos pertence.

Concreto 1.5

Tudo o que eu queria
era o ego que queria,
e eu fui longe assim:
fiz da minha maneira,
cercado pela cultura
do anseio,
bem antes
de cair e
cair do alto de mim.

Tudo o que eu fazia,
era o fogo,
o fogo que fazia em
tudo com demasia,
bem antes
de sair queimado
do jogo desumano.

Nada nunca era
o bastante
e foi o sangue,
moeda para ter
o mundo
sem mim.

Em sonho,
um rosto
de fezes
e pedras
de valor:
um monstro
destruidor
seguido de
milhares,
numa noite
de morte.

Inocentes
enganados,
doam seus
corpos ao
progresso.